A indústria da Convergência e a internet das coisas
João Pessoa,
14 e 15 de Dezembro

Robôs investidores são o ponto alto da startup dod, selecionada para a Brasil-Canadá 3.0

Robôs investidores que utilizam métodos matemáticos sofisticados e princípios de inteligência artificial para análise, decisão e operação totalmente automatizada. Este é o ponto alto da dod - http://executive.com.br/, uma das startups brasileiras selecionadas para a competição que acontece na Conferência Internacional Brasil-Canadá 3.0, esta semana.

Segundo Rufo André Paganini, CEO do empreendimento, o objetivo central do dod é ajudar as pessoas a investirem melhor e multiplicarem seu dinheiro, tornando simples e com baixo custo o acesso ao mercado de capitais. “Investir na bolsa de valores é complexo e muito arriscado, razão pela qual a maior parte dos que se aventuram obtém resultados pouco atrativos, operam sem conhecerem os riscos máximos e geralmente são influenciados por fatores emocionais e erros operacionais diversos”, analisou.

O serviço é voltado para investidores de pequeno e grande porte, family offices, fundos e clubes de investimentos, além de outros perfis de gestores de capital são potenciais usuários, pois buscam inovar seu portfólio, atender maior número de clientes e gerir de forma estruturada um crescente volume financeiro.

“No dod, através de um sistema bastante intuitivo, o investidor conhece e escolhe os Robôs que deseja utilizar, define o valor a ser operado e ativa em sua própria conta, podendo operar renda variável mesmo sendo iniciante ou leigo, diversificar investimentos e principalmente definir a perda máxima aceitável”, explicou Rufo.

Em relação aos investimentos tradicionais, o Dod destaca-se devido a sua transparência, já que o que o cliente acompanha em tempo real os resultados obtidos por cada operação, além de dispor dos controles de Pause e Start dos investimentos a qualquer momento, gerando maior controle e segurança aos usuários.

Sobre a competição de startups brasileiras e canadenses, Rufo acredita que será mais uma ótima oportunidade de muita troca e expansão da rede de relacionamentos.“Estrategicamente, o dod foi projetado para operar em múltiplos mercados, já tivemos sólidas experiências na maior bolsa de commodities do mundo, a CME (Chicago Mercantile Exchange) e através da Conferência Brasil-Canadá 3.0 buscamos viabilizar canais para inicio das operações na TMX (Toronto Stock Exchange)”, completou.

Sobre a conferência - A conferência Brasil-Canadá 3.0 é uma realização do Governo do Estado da Paraíba e do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e tem como patrocinadores master a Associação Nacional para Inclusão Digital (Anid), Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC), Governo do Canadá e da Empresa Paraibana de Turismo (PBTUR). A edição deste ano acontecerá mais uma vez na Paraíba nos dias 5 e 6 de dezembro, no Centro de Convenções Poeta Ronaldo Cunha Lima, no polo Cabo Branco, em João Pessoa.

A Conferência reunirá Governo, Pesquisadores e Indústria de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para debater assuntos relacionados ao desenvolvimento e inovação. O título desta edição será “Processos criativos na indústria da convergência: oportunidades e desafios para a produção de conteúdo no ambiente da economia digital”.

Ascom